Ir para o conteúdo principal

Governo atende deputado Anderson e informa o retorno de 32 postos de vigilantes nas escolas de Rondônia

quarta-feira, 29/04/2020 às 09h33min
Governo atende deputado Anderson e informa o retorno de 32 postos de vigilantes nas escolas de Rondônia

Atendendo um pedido feito pelo deputado estadual Anderson Pereira (Pros), através do oficio 222/2019/GDAP e cumprindo conforme informado do oficio 5409/2019/SEDUC/DAF, a Secretaria do Estado de Educação (SEDUC), o retorno da vigilância física em 32 postos de trabalhos, escolas públicas, sendo 16 no período diurno e 16 noturno, em instituições da capital e do interior do Estado. O retorno será neste primeiro momento priorizado nas escolas com auto índice de criminalidade, onde rotineiramente ocorrem furtos edepredações.

Anderson Pereira aproveitou e solicitou da secretaria informações quanto ao número de roubos, furtos, ocorrências praticados nas escolas estaduais no período de paralisação devido a pandemia da COVID19 – Coronavírus.

O parlamentar destacou que no Estado, unidades escolares estão sendo monitoradas por circuitos de câmeras e que isso apenas inibe e não combate, como acontecia anteriormente com a presença física de um vigilante. Instituído em 2013 pelo Governo do Estado para a contenção de despesas, a substituição da vigilância armada pelo monitoramento eletrônico acarretou em inúmeros prejuízos ao patrimônio das escolas, que passaram a ser diariamente saqueadas, alvos da criminalidade, principalmente em Porto Velho.

Neste primeiro momento serão completadas as escolas:

Porto Velho
Escolas Estaduais Bela Vista, Carmela Dutra, Jesus Burlamaqui Hosannah, Paulo Nunes Leal, Hélio Neves Botelho, Barão do Solimões, Murilo Braga, Flora Calheiros e Oswaldo Piana.

Ji-Paraná
Escolas Estaduais Tupã, Dr Lourenço Pereira Lima, Tancredo Neves, Silvio Micheluzzi.

Alvorada do Oeste
Escola Estadual Joaquin Xavier Vieira

São Felipe do Oeste
Escola Monteiro Lobato

O parlamentar ressaltou a importância de ter um vigilante armado em cada escola, garantindo a segurança dos alunos e a tranquilidade dos pais. “Estamos preocupados com nossos estudantes, praticamente sem proteção alguma, com essa informação da volta dos trabalhadores da segurança, além de gerar emprego e renda a sensação de segurança também será restabelecida em nossas escolas”, finalizou Anderson Pereira.