Ir para o conteúdo principal

Deputado Anderson Pereira repudia queima de dragas no Rio Madeira, em ação desencadeada pela PF e Ibama

quarta-feira, 12/10/2022 às 16h25min
Deputado Anderson Pereira repudia queima de dragas no Rio Madeira, em ação desencadeada pela PF e Ibama

O deputado estadual Anderson Pereira (Republicanos), vem a público repudiar a operação desencadeada nesta quarta-feira (12) pela Polícia Federal e pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama, contra a atividade garimpeira, que resultou na queima de dragas e equipamentos no Rio madeira, em Porto Velho.

Para Anderson, a ação dos órgãos federais é abusiva e injusta, uma vez que a destruição acontece de forma arbitrária, sem dar qualquer chance de defesa para os trabalhadores, que assim como qualquer cidadão tem o direito de subsidiar seu próprio sustento e de seus familiares.

O parlamentar defende que antes da destruição esses trabalhadores sejam notificados, uma vez que só a atividade garimpeira rendeu para os cofres públicos do estado mais de R$ 60 milhões de reais apenas no período da pandemia. “A atividade garimpeira é marginalizada e tratada de forma equivocada, infelizmente, isso precisa mudar, esse tipo de operação imoral não pode mais acontecer. Um setor que tanto contribuiu e contribui para a nossa economia, mas que sempre enfrentou perseguições, está passando da hora desses trabalhadores serem respeitados e tratados com dignidade”, disse Anderson Pereira.

“Precisamos buscar alternativas para legalizar a atividade garimpeira em Rondônia. Se há ilegalidade não é por causa dos garimpeiros, se tiver que ser feito alguma operação que seja para aprender as dragas e equipamentos, mas não coloquem fogo, não destruam o meio de sustento de famílias. Para mim essa operação foi totalmente arbitrária e irresponsável e isso precisa acabar”, finalizou o deputado estadual Anderson Pereira.